fbpx
segunda-feira, 30 março 2020 | Login
Informática: As tendências tecnológicas para 2020

Informática: As tendências tecnológicas para 2020

Parece que ainda foi ontem que estava com uma chave de fendas a afinar o som de um gravador para ver se o meu  jogo preferido entrava...
O som produzido pelo gravador assemelhava-se a um ruído com altos e baixos. Com um pouco de imaginação quase que conseguíamos entender  o código máquina.  Sabíamos que era linguagem máquina, constituída com números binários representados por 0 e 1 e o conjunto (bits) gerava um determinado som. Por vezes tínhamos que afinar o som das cassetes porque estavam mal gravadas. A afinação era essencial e totalmente sonora.


Tinha adquirido recentemente o meu " ZX Spectrum 48K, que ainda não era um Personal Computer (PC) mas estava perto. Só algumas pessoas podiam ter um Personal Computer.
Tive que esperar um mês para receber o meu ZX Spectrum e em pouco tempo já sabia tudo sobre jogos e pirataria. No início era fácil copiar um jogo, bastava ter um gravador com 2 leitores/gravadores e já estava. Os jogos eram caros e começou a haver muita pirataria e rapidamente os produtores começaram a colocar proteções nos jogos, mas como o meu objetivo era ser um génio da informática, em pouco tempo eu e mais outros amigos descobrimos formas de gravar os jogos de uns para os outros e assim começamos a partilhar informação. Ainda não era rede porque só existia cassetes e estar em rede era apenas para empresas tecnologicamente avançadas.
Parece que ainda foi ontem que estava numa cabine telefónica ao pé da escola a telefonar, com um telefone de rodinha a ligar para casa e a dizer que havia greve dos comboios, que ia chegar mais tarde porque tinha de ir à boleia. Tinha comigo uma disquete 5 1/4 de 360kb com o trabalho que havia preparado para apresentar ao professor de informática. Estava muito preocupado, porque na brincadeira tinha deixado cair os meus cadernos na escola e tinha amachucado um pouco a minha disquete. Felizmente, o meu backup eram as folhas que tinha escrito em casa com a programação que tinha feito na escola e ainda as tinha comigo. Tinha sido a minha vez de estar ao computador naquele dia e só podia recomeçar o trabalho na semana seguinte, se tudo corresse bem, isto é, se não avariasse mais nenhum computador. Era 1 computador para 3 a 4 alunos.
Todos tínhamos de programar umas linhas de comando no computador para fazer os trabalhos que nosso professor de programação nos pedia. Esses computadores, que valiam uma fortuna, não tinham disco, mas já aceitavam disquetes de 5 1/4 de 360 kb, eram IBM, tinham um ecrã preto e as letras eram verdes. Mas eu tinha do mais avançado software na minha disquete, MS-DOS 2.0, dbase 3, Pascal e melhor que de tudo, o Basic.
O Basic era especular para programar, dava para fazer quase tudo e até tinha o jogo do gorilla, quem não se lembra?...
(In)Felizmente um dia assaltaram a escola e ficamos sem computadores. Passadas uma a duas semanas chegaram computadores novos. Eram fantásticos, esses já tinham as letras castanhas claras, eram compatíveis com IBM-PC AT, um disco rígido de 10 Mb e já estavam equipados com disquetes de 3 1/2 de 720Kb. Finalmente podia deixar um backup dos meus trabalhos na escola. No segundo ano de informática colocamos 2 computadores a enviar dados de um para outro através de um cabo, foi fantástico. Ainda não partilhavam informação, mas já enviavam ficheiros entre eles.
O resto da história todos conhecem. Surgiram muitos projetos de rede global e finalmente a internet.
As tecnologias tendem a evoluir cada vez mais rápido e de uma forma assustadora. Não podemos travar esta evolução e nem podemos perde-la. Na sociedade em que vivemos e em qualquer parte do universo não acompanhar a evolução das tecnologias é ficar parado no tempo.
Para 2020 penso que vamos dar um salto tecnológico. Servidores mais rápidos com processadores quânticos.  Com a evolução da Inteligência artificial, a Machine Learning no próximo ano pode ter a capacidade de prever e lidar com diferentes situações. Os Drones com métodos de entrega. Transportes autónomos e mais rápidos. O Bitcoin e a tecnologia da Blockchain a mudar a forma fazermos as nossas transações. As impressoras 3D vão imprimir os nossos artigos. Por exemplo, a Nike e Adidas já anunciaram imprimir os seus ténis em 2020. O 5G promete consumir menos energia do que o 4G, conectar  as Cidades Inteligentes e a IoT.
A Internet das Coisas (IoT) - é a tendência atual de objetos comuns do nosso cotidiano que se tornam “inteligentes” devido à sua conexão com a internet. De forma geral, esses dispositivos passam a receber e enviar dados por meio de redes sem fio, sem necessitar de intervenção humana direta.
Não é ainda para 2020, mas no futuro a sua torradeira pode apanhar um vírus e explodir...
Feliz ano 2020!!!

Login to post comments

News Letter

Subscreva a nossa  News Letter para receber as noticias que publicamos "na hora"...

Estão Online:

Estamos 1025 Visitantes e 9 Membros Online

 

revista generalista

Torres Vedras

região Oeste e norte de Lisboa